O Toque da Cura Energizando o Corpo, a Mente e o Espírito através da Arte do Jin Shin Jyutsu – Parte 9.1

Parte 9.1 –  AS TSE DA PRIMEIRA PROFUNDIDADE (1-4)

Trava de Segurança da Energia 1: O Movimentador Primordial

A Trava de Segurança da Energia 1 localiza-se na face interna do joelho, junto à saliência, exatamente no ponto em que o fêmur e a tíbia se ligam. (Ver Figura 4.2.) A TSE 1 une a Capturarenergia descendente (que desce pela frente do corpo) com a energia ascendente (que sobe pelas costas), harmonizando-nos assim da cabeça aos pés. A trava 1 é considerada “o movimentador primordial, interligando alturas extremas com profundidades extremas”.

Quando abrimos a Trava de Segurança da Energia 1 tratamos todas as formas de distúrbios: abdominais (inchaço, desconforto) e dores de cabeça. Essa abertura também favorece uma respiração mais profunda e mais livre.

Você pode fazer a conexão para si mesmo ou para outra pessoa aplicando as mãos – o polegar, os dedos, a palma ou o dorso da mão. Depois de manter a mão sobre a região interna ou medial dos joelhos direito e esquerdo durante alguns minutos, você sentirá o desconforto dissipar-se gradualmente.

Você também pode ajudar a Trava 1 conectando-a com a Trava de Segurança da Energia 2:

  1. Coloque a mão esquerda no joelho direito, na Trava de Segurança de Energia 1, e aCapturar.PNG mão direita no quadril direito, na Trava de Segurança da Energia 2. (Ver Figura 4.3.).
  2. Coloque a mão direita no joelho esquerdo, na Trava de Energia 1, e a mão esquerda no quadril esquerdo, na TSE 2.

“Eu estava passando alguns dias numa bela casa em Kahlua Bay Naquele dia, minha ansiedade para tomar meu banho de mar diário era maior do que normalmente. Houvera uma grande tempestade na noite anterior e quando cheguei à praia, a água parecia diferente; em vez da cor turquesa-cristalina dos dias anteriores, ela estava escura. Como queria muito nadar entrei no mar imediatamente.

Nadei uns cinqüenta metros mar adentro, quando senti uma corrente elétrica aguda percorrer meu corpo. Comecei a ficar entorpecida e entrei em pânico. De algum modo consegui chegar até a praia. Eu fora envolvida por uma água viva. Seus longos tentáculos envolveram meu rosto, pescoço, peito, cintura e coxas.

Comecei então a esfregar a pele com areia para remover aquela substância gelatinosa irritante. Mas então o coração disparou, a respiração se tornou ofegante e todo meu corpo começou a tremer incontrolavelmente. Pensei num instante, ‘Meu Deus, vou morrer!’ Deitei-me então na areia e coloquei as mãos, cruzadas, sobre as travas de numero um (a parte interna do joelho), mantendo-as aí como se disso dependesse minha vida.

A única coisa de que consegui me lembrar foi da descrição que Mary havia feito da trava número um, o movimentador primordial; senti que precisava livrar o meu corpo daquela substância rapidamente. Mantive as mãos nas TSE 1 durante rins vinte minutos. Finalmente, senti que fui melhorando e pude voltar para casa. Meus amigos me receberam junto à porta. Vergões cobriam meu corpo, e eles queriam me levar para o hospital. Mas eu deitei na cama e apliquei o Jin Shin Jyutsu de auto-ajuda; no dia seguinte, estava bem melhor”.

 

 


Fonte: Alice Burmeister e Tom Monte O Toque da Cura Energizando o Corpo, a Mente e o Espírito através da Arte do Jin Shin Jyutsu® Prefácio Mary Burmeister Tradução Euclides L. Calloni

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s