A VIDA E AS REENCARNAÇÕES, UMA FLECHA NA EXISTÊNCIA

Mestra Nada
Canal: Thiago Strapasson
21/05/2017

Filhos do meu coração,

A vida planetária é feita de nuances, onde não existe um padrão, porque da mesma forma que hoje se construiu, amanhã se destrói. O que hoje existe podem já não encontrar, após um breve minuto, da forma como experimentam.

A vida material, amados, deveria ser vivida como algo fluído, transitório, leve, jamais como aquilo em que transformamos como se fosse nossa própria existência.

A vida humana é uma escola da alma, uma escola de aprendizados e experiências e como tudo na criação, ela se transforma, se modifica e se esvai. Nada é fixo, tudo está em constante mutação. Pois assim é Deus que aprende com a experiência de seus filhos e também se transforma.

Eu sei, meus amados irmãos, que não é assim que vivem, que se apegam às suas relações como se não existissem sem elas. Vivem para construir uma vida segura e tranquila, e não se lembram que a vida se esvai, assim como a própria experiência na terra um dia se finalizará.

Mas a humanidade ainda não vê a vida dessa forma, como algo transitório, que se diluiu como poeira ao vento, como o rio que renova seu fluxo com as chuvas para novamente finalizar sua experiência no oceano.

Quão mais fácil seria a vida, meus amados, se a vissem sob essa perspectiva, de renovação, de transitoriedade, de passagem. Ela se tornaria mais leve e vocês poderiam se encantar pela beleza dessa experiência, olhar os detalhes tão bonitos da vida, sentir os aromas, experimentar os sabores, tudo como se fosse a experiência mais linda que sua alma já experimentou, mas conscientes que é transitório.

A relações chegariam e iriam naturalmente, os bens seriam um constante fluxo em suas vidas apenas para trazer o bem-estar ao presente. Tudo seria transitório e passageiro e nada os prenderia.

Mas esse Estado, amados, não é algo para que compreendam, mas para que sintam em toda sua beleza. Vivenciar a vida como algo transitório sem se prender às relações que se tornam as raízes do seu apego, de seu sofrimento, sem perpetuarem situações que já se encerraram em seus ciclos e são mantidas apenas para satisfazer o ego.

Sabe, filhos, esse desapego material e relacional é o objetivo de cada um de vocês na experiência material, daquele que já vê a vida sob uma perspectiva superior, que sente a alma e olha para o corpo como um maravilho instrumento que Deus os concedeu para experimentar todas as nuances da criação.

Mas os homens, em algum momento de sua existência, esqueceram-se de sua natureza divina e passaram a viver essas experiências como se elas fossem tudo que a criação pode os oferecer. Oh meus filhos, quão rasa essa visão! Porque Deus em toda sua grandiosidade construiu todo o cosmo em suas infinitas experiências da alma, onde cada filho seu um dia encontrará sua morada, seu local de descanso e integração.

E para isso precisam estar maduros, sábios, prontos a saborear tudo que a criação pode os oferecer. Pois eu vos digo meus irmãos, não há nada que os prenda a essa realidade senão seus próprios apegos, seus medos, suas incertezas, e dificuldades de se abrirem à realidade maior da vida.

É tão simples, simplesmente liberar para que a vida seja vivida e experienciada como algo transitório e passageiro, que deve ser sentido, com as emoções humanas, as imperfeições, os dissabores, e porque não, até mesmo com a dor e sofrimento a os enriquecer para que saiam dessa experiência maiores do que chegaram, mais luminosos e sábios.

Esse é o único propósito dessa experiência, adquirir sabedoria à alma de maneira transitória que os conduzirá ao amor mais profundo da criação, à descoberta de seu auto amor, de sua autotransformação, da irradiação de sua essência no ambiente mais duro que existe, para que então resplandeçam em amor nos braços dos Pai e Mãe celestiais.

A vida, filhos, é isso, essa experiência transitória. Que aos olhos humanos aparenta ser algo tão longo, mas que aos olhos de Deus é um sopro, um piscar dos olhos, quase insignificante na eternidade da alma.

Experimentem, amados, questionar um senhor ou uma senhora já de avançada idade se viram a vida passar. Eles poderão os dizer que tudo foi muito rápido e que nem ao menos se lembram muito bem como tudo se deu.

Nessa idade terrestre o ser encarnado está consciente da transitoriedade da vida, embora nem sempre seja capaz de, na brevidade de uma respiração, viver a vida com desapego, sem crenças, sem lutas interiores profundas e enraizadas que não são nada mais que a origem de nossa dor.

Gostaria hoje de finalizar com um recado empoderador. Com algo que os alimente a alma com profundidade. Gostaria de trazer a vocês uma experiência onde por breves segundos poderão perceber a brevidade com que a vida se manifesta.

Imaginem uma flecha ao ar em direção ao seu alvo. Imaginem que essa flecha, da saída do arqueiro ao encontro do alvo fosse toda sua vida. E nessa passagem você é capaz de retomar cada experiência, cada sabor, cada alegria ou tristeza que carregou. Ao chegar ao alvo sua vida se esvai e você está liberto a retornar à eternidade da vida, de onde na verdade nunca saíram.

Mas a vida é essa flecha, milésimos de segundos na vida do arqueiro, que nada representa em toda sua existência. O que trago a vocês, filhos, é essa alegoria, uma flecha é toda sua vida. Um sopro, um pequeno sinal de luz que se esvai num piscar de olhos.

Mas o arqueiro continua sua existência apesar da flecha, ele nasce do descolamento dos braços de seu Pai/Mãe e também finaliza sua existência retornando aos braços do mesmo colo que saiu.

Sabe, meus amados, assim é a vida, uma existência diminuta para tanto apego, tanto sofrimento, tanto querer para si e pouco doar. Porque viver para a unidade, para o amor, com liberdade e sem restrições, requer essa autolibertação de tudo que te restringe. Pois a verdadeira caridade é livre, solta, desapegada e liberta. Ela é feita do mais puro amor, que liberta e não prende. Essa é a única e possível caridade existente.

É assim que é a vida e assim deveriam senti-la. Não há necessidade de tantos medos, de tanta desconfiança, de tantos jogos e simulações, poderia ser mais simples dessa perspectiva. Pois aqueles que já sentem a vida como essa rápida passagem atingem mais facilmente sua paz, sua tranquilidade, seu bem-estar. Vivem com um sorriso no rosto, liberando tudo que está em sua vida, pois estão conscientes que é transitório, deixando ir com confiança.

Esse é o desafio, filhos, da vida na terra, viver essa passagem de imersão da consciência no ambiente planetário, que se transmuda do medo, da euforia, do apego, para a aceitação, a paz interior e a confiança maior em Deus.

Tudo, filhos, absolutamente tudo que vivenciam é planejado justamente para que desapeguem desses medos, para que numa visão superior da vida sintam essa transitoriedade, esse algo passageiro, então possam se soltar em absolutamente tudo aquilo que sentem vontade de experimentar.

E quando atingem esse estado, dessa paz, desse amor interior que transborda, naturalmente irão contar isso a todos os demais, de uma forma singela e pessoal, mas sempre através da doação, da caridade, porque aquele que não segura, que não se apega, também não sofre, não tem dor, pois ele é livre e compreende a vida como ela é, em toda sua natureza e perfeição.

Estejam em paz.

Sou Mestra Nada

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
Thiago Strapasson – www.pazetransformacao.com.br

Anúncios

AS DUAS FACES DE DEUS

(Mensagem de Maria, canalizada por Pamela Kribbe)

Fonte: http://jeshua.net/home/home5.htm

 Queridos e belos homens e mulheres! Estou aqui com alegria! Durante uma de minhas vidas na Terra, meu nome era Maria. Agora estou aqui com vocês em espírito, coração para coração. Vejam-me como um igual, uma amiga, uma irmã. Estou aqui entre vocês com um sentimento de felicidade e entusiasmo em meu coração, porque os vejo brilhar. Vocês estão abertos para o amor e a abundância que existem aqui, em parte como resultado da sua própria criação. Quando pessoas se encontram e compartilham seus sentimentos mais profundos, suas dores e anseios, criam uma sensação de serem aceitas e estarem unidas, combinada com uma simplicidade e franqueza, que fazem brotar o melhor em cada um. Celebremos isto juntos!

 Peço a cada um que volte ao Lar, ao seu coração, à sua própria essência, e perceba o quanto se sente relaxado e feliz em seu âmago… As coisas são muito mais simples do que você pensa. O desenvolvimento espiritual geralmente é visto como algo complicado, difícil, onde se cresce lentamente, passo a passo, como quem estivesse se esforçando para conseguir um diploma universitário para o qual é preciso dar o melhor de si, trabalhar duro e adquirir conhecimentos e habilidades. Mas a verdade é muito simples: no seu coração, você já sabe tudo, você já está lá; o lugar aonde você deseja ir já está vivo e vibrante dentro de você mesmo. Sinta a luz viva em seu corpo. Ela está aí sem nenhum julgamento sobre bem ou mal, sobre quem você pode ou não pode ser. Está silenciosamente presente aí, esperando em todas as células do seu corpo até que você a veja e se conecte com ela.

 Trabalhar com um animal interior, um animal simbólico que combine com você, funciona muito bem para ajudá-lo a recuperar a sua essência, porque o animal em si é livre, instintivo e intuitivo. É nisto que reside a verdade – não na cabeça e nos diversos conceitos que lhe são oferecidos pelas tradições da sua cultura, mas sim no seu coração. Sinta a luz viva que dança dentro de você e ao seu redor; libere suas preocupações e aproveite este momento! Existe algo muito mais vasto que o sustenta; você não precisa conhecer e entender tudo com seu eu humano. Sinta o grande fluxo de luz viva que percorre toda a natureza e você também, porque você faz parte da natureza.

Hoje estamos falando sobre o poder masculino e o feminino. A intenção destas duas energias é realizarem juntas a dança da felicidade, da alegria, do prazer e, inclusive, do êxtase. Mas o que aconteceu, ao longo da sua história, foi que elas se tornaram alienadas, de modo que homens e mulheres têm dificuldade para construir uma ponte entre si. Algumas vezes, inclusive, cada um vive em sua própria ilha, e isto fere a ambos.

 A vida foi feita para ser celebrada em entrega e espontaneidade. Imagine, por um instante, que eu o levo para o início da criação. Na verdade, nunca houve um começo, mas para facilitar o entendimento, falarei de um início. Imagine que a essência de Deus, da Criação, seja um fogo pleno de potencial, mas que ainda não exista nenhuma distinção, nenhuma diferenciação, apenas o Um. Sinta o poder intensamente concentrado desse centro ígneo. Sinta um silêncio amplo e profundo que é todo-abrangente, mas que, ao mesmo tempo, tem uma urgência, uma necessidade forte e premente de se abrir, de desabrochar, como uma flor na Primavera. Há um desejo de criar, no coração de Deus; um anseio para experimentar a variedade, a diversidade, a riqueza das possibilidades da criação.

Assim, dessa força nuclear, desse fogo da criação viva, brota uma diferenciação que dá origem aos fluxos de energia masculina e feminina, ambas nascidas do Um; as duas faces de Deus. Imagine, simbolicamente, como o primeiro homem e a primeira mulher despertam dessa Fonte de unidade. Cada um toma forma em um corpo diferente. Ainda sem familiaridade com a forma, o Um se move tanto no homem quanto na mulher.

 Imagine a surpresa e a admiração quando um vê o outro, quando a mulher e o homem olham um para o outro pela primeira vez! Por um lado, há o reconhecimento da semelhança, já que ambos se originaram dos mesmos anseios da Fonte: a vida que desejava se abrir, celebrar, experimentar… Mas há também diferenciação, o fato de eles serem diferentes um do outro; e também existe a atração entre os dois polos. Há uma admiração e um desejo de conhecer um ao outro.  

 Quando tudo é um, quando tudo está em um estado de unidade, há pouca chance de exploração, descoberta, investigação e aprendizado. Tudo isto só surge com a dualidade. A intenção original da dualidade é a alegria, a abundância, a descoberta um do outro e a diversão. A intenção e profundidade de um relacionamento entre homem e mulher é experimentar, um no outro, uma espécie de segredo e mistério, e estar sempre procurando por isto, de maneira feliz e alegre. Relembre essa sensação mais uma vez!

 Como alma, você vem diretamente do Um, você é um emissário direto, uma centelha de Deus, do fogo original, e está pleno de profunda sabedoria e da antiga lembrança do Lar, que você pensa que perdeu, mas conserva ainda. A partir desta fonte profunda do Um que você é, você escolheu um corpo masculino ou um feminino, e optou pela experiência de ser um homem ou uma mulher nesta vida. Portanto você não é o masculino nem o feminino, mas escolheu as experiências de estar vestido com um corpo masculino ou um feminino.

 Agora olhe para o seu próprio corpo, para o seu próprio sexo, masculino ou feminino. Observe-o com admiração neutra, como algo que você é mas que também não é. Você é mais do que isso, você é ilimitado em seu ser. Quando olha para sua própria feminilidade ou masculinidade desta forma, você se distancia disso e, por uns instantes, retorna ao seu lar básico, à energia da sua alma que escolheu ser uma mulher ou um homem.

Peço a você – alma velha, que já viajou tanto pelo universo – que visualize sua própria energia feminina como uma menina e tome-a pela mão. Olhe, então, para a sua energia masculina, e veja-a como um menino, um filho que lhe pertence, e estenda sua mão para ele também. Você ama essas duas crianças e segura as mãos de ambas.    

 Dê-se um tempo para permitir que esta imagem penetre em você. Honre estes dois aspectos de si mesmo. Sinta sua própria eternidade como alma e, ao mesmo tempo, respeite estas formas, de homem ou mulher, de menino e menina. Perceba com qual dos dois você tem mais facilidade de acesso, com qual deles você se conecta sem dificuldade. Observe quem está bem. As crianças estão felizes e satisfeitas, ou uma delas está se sentindo só e esquecida? Repare no tipo de roupas que eles estão usando. Elas lhes permitem movimentar-se livre e espontaneamente?

 Observe os dois, começando pela menina. Olhe diretamente em seus olhos. Se achar difícil ver uma menina em você, invente uma; visualize uma menina linda, ou poderosa, ou brincalhona, em pé à sua frente. Escolha aquela que lhe for mais fácil fantasiar, mas mantenha isso divertido e leve. Que menina você gostaria de ter consigo? Pergunte a ela: “O que posso dar-lhe para torna-la inteira e completa?” E veja que ela lhe responderá através de uma palavra ou gesto.

 Em seguida, faça o mesmo com o menino que está aí com você. Se a imagem dele não lhe vier imediatamente, crie um menino, deixando sua imaginação fluir livremente. Fite esse menino com o olhar de uma mãe sábia. Receba-o, acolha-o, pois ele é belo do jeito que é, como quer que seja. Então pergunte a essa criança, que representa sua energia masculina: “Você se sente à vontade comigo? Você se sente acolhido, bem-vindo? O que posso lhe oferecer, ou o que você precisa receber, para ser inteiro e completo?”

 Segure firme as mãos das duas crianças. Sinta que você é o mestre, um mestre poderoso, mas amável, que pode acolher os dois elementos dentro de si. Trate as crianças com reverência e respeito, e finalmente veja como elas se relacionam. Peça-lhes para segurarem as mãos uma da outra. Observe se elas conseguem enxergar uma à outra, se gostam de estar juntas, ou se existe uma certa distância ou desconfiança entre elas.

 Em tudo o que estou lhe sugerindo, peço-lhe que o faça com alegria, descontraidamente, e sem pressão. Este não é um exercício mental; a intenção é ajudá-lo a se conectar com partes de si mesmo que lhe pertencem, que o conduzem à sua essência. No passado, na sua sociedade, a energia masculina tornou-se restrita, mesquinha e unilateral; uma energia determinante, estruturadora, hostil em relação à energia fluida feminina. Houve uma falsa separação entre ambas. A energia masculina tornou-se alienada do seu centro original, dissociada da alma, do Um. Foi como se a energia masculina tivesse definhado, como se não fosse mais alimentada por uma fonte viva de luz.

 Todos vocês, tanto homens quanto mulheres, tiveram que lidar com essa herança. Neste dia, em que estamos falando da transformação da energia masculina, gostaria de pedir a cada um de vocês que observe o que esse passado fez com esse menininho em você, seu menino interior. Geralmente, toda a atenção é voltada para a energia feminina e como ela foi vitimada, como sofreu nas mãos de uma energia masculina dominadora. Mas agora, observe o que aconteceu com o seu menino interior, a energia masculina original, em sua forma pura, inocente… O que aconteceu em muitas pessoas – tanto homens quanto mulheres – foi que elas rejeitaram internamente a energia masculina em si mesmas, porque esta ficou associada ao abuso ilegítimo do poder, à manipulação e violência.

 O que ocorre internamente, em especial o que ocorre no caminho espiritual, quando seus sentimentos se abrem e se interiorizam, é que a sua energia feminina aumenta e você fica mais sensível para perceber outras energias, inclusive para captar as emoções e humores de outras pessoas. E esta sensibilidade não tem limites. Isto faz com que você oscile, porque se conecta muito facilmente com a energia dos outros. Seu coração se abre, sua energia feminina se desenvolve, mas a energia masculina ainda é imprecisa e empurrada para um canto esquecido. Ela é impedida de se manifestar devido às conotações negativas a ela associadas.

 Isto acontece também com homens sensíveis, que têm medo de mostrar sua força, sua visão, seu fogo, pois temem ser agressivos e voltar a cair na velha energia masculina. Observe isto em si mesmo, por um instante; perceba como é isto em seu interior. O menino pode realmente mostrar sua força, seu espírito aventureiro, sua visão para você?… A energia masculina original tem algo de muito criativo, pode gerar mudanças, quer criar e construir coisas, deseja fazer uma diferença. A energia masculina no seu interior é a que lhe permite atrever-se a se destacar em um grupo, ou libertar-se de uma ligação; ela lhe dá a coragem de dizer “Eu” e fazer tudo o que pode fazer através da sua conexão com sua alma, com seu coração. É isto que muitos precisam aprender a vivenciar de novo: que é possível ser grande e poderoso e, ao mesmo tempo, estar conectado com a alma.

 Peça à sua energia masculina para retornar a você através do animal que você visualizou hoje, ou através do seu menino interior, o menino que veio viver com você. Peça muito clara e explicitamente para receber esta energia em si. Esta energia masculina, que é equilibrada e pura, faz parte da sua essência; ela lhe dá o poder de realmente firmar-se como a pessoa inigualável que você é. Ninguém mais é igual a você. Faça a diferença! Foi para isto que você veio à Terra. Sinta seu poder masculino a partir de dentro, e perceba como esse seu poder é amistoso com sua força feminina. Seu poder masculino respeita o feminino; quer estar com ele, servi-lo, cooperar com ele. Assuma sua força masculina! Sinta-a fluir pela sua coluna vertebral. Endireite sua coluna e sinta essa força fluindo de cima para baixo. Sinta o poder da energia masculina em seus braços e pernas, nas suas mãos e pés. Sinta também como esse poder lhe dá espaço ao criar limites em torno da sua sensibilidade.

 Uma nova era está chegando à Terra. O início dessa era já está acontecendo e é notável. Este novo tempo precisa de você, de pessoas com um coração pulsante, conectadas ao Um e, a partir daí, capazes de usar tanto os elementos masculinos quanto os femininos que trazem dentro de si – o poder da conexão, da compreensão, da ternura, aliados ao poder de se defender sozinho, de ocupar um espaço, de discernir, de ousar dizer “não” quando preciso. É extremamente necessário que haja uma conexão entre esse poder masculino e a energia feminina.

 Sinta-se livre! Deixe sua luz brilhar! Isto é o que se pretende na sua vida. Deixe que a vida seja uma dança. Permita novamente que a dualidade seja uma fonte de alegria, curiosidade, descoberta e aventura. Você pode conseguir isto em sua própria vida sentindo o poder primordial em si mesmo.

 Obrigada pela sua atenção.

 © Pamela Kribbe

www.jeshua.net

 Tradução de Vera Corrêa  veracorrea46@gmail.com

VOCÊS SÃO OS LÍDERES DO FUTURO

O Conselho Arcturiano da 9ª D
por Daniel Scranton

Saudações.

Nós somos o Conselho Arcturiano.
Temos o prazer de nos conectar com todos vocês.

Libertos das normas sociais, vocês se colocam em uma frequência diferente, um comprimento de onda diferente do que a maioria das pessoas no planeta Terra.

Esta diferença significa que todos vocês estão criando um novo padrão, um novo normal. Você não está aqui para mudar os sistemas atuais ou para mudar a sociedade. Você está aqui para criar algo novo e, ao fazê-lo, muitas vezes você se sente como os estranhos, os excluídos.

Você sente que não se encaixa ou que não consegue manter uma conversa representativa com uma pessoa que se encaixa bem com o modo como a sociedade quer que essa pessoa seja.

Quando você acredita em extraterrestres, canalizações, dimensões, universos paralelos, anjos, fadas e todo tipo de outras coisas, está criando a experiência de não apenas estar separado, mas também não estar incluído.

Este pode ser um caminho solitário que todos vocês escolheram para si mesmos, mas é o caminho pelo qual vocês estão agora e não podem deixar de acreditar no que acreditam. Você não pode se ajustar a uma sociedade que não reconhece as coisas de que fala – como se fossem banais.

Querer se encaixar é um desejo normal e natural. Querer que outras pessoas o acolham, e validem, e serem capazes de se relacionar com você é uma tendência inata que você nasce com.

Permaneça em seu caminho, apesar do fato de que você não se encaixa, e que outras pessoas não o compreendam terá suas recompensas.

Vocês, os estranhos e os excluídos, serão os líderes no futuro.

Vocês serão os únicos que podem explicar o que acontece com todos os outros. Você terá a oportunidade de fornecer orientação e apoio para aqueles que estão lutando com o ajuste ao novo normal, o normal que você aceitou há muito tempo.

Construindo a ponte da sua realidade à realidade da maioria da civilização é uma tarefa pela qual você se inscreveu, mas não espere que venham até você.

Vocês serão aqueles que estendem suas mãos para ajudar, e para servir, e para trazer todos para a 5ª Dimensão.

Nós somos o Conselho Arcturiano,
e nós apreciamos conectar com você.

ARCANJO GABRIEL – É HORA DE EQUILIBRAR O ‘SIM’ E O ‘NÃO’

Através de Gabriel Raio Lunar
22.05.2017

“QUERIDO, PROBLEMAS DE PRESSÃO ARTERIAL E ANSIEDADE? É HORA DE EQUILIBRAR O ‘SIM’ E O ‘NÃO’. O QUE ACHA?”

Queridos, o Arcanjo Gabrielus me pediu que deixasse a Chave Tonal dele (Chave Tonal é um som dotado com a qualidade e vibração de um ser de Luz) para que escutem enquanto leem a mensagem.

LINK YOUTUBE

Querido, você não acha que já é hora de parar de entregar o seu poder nas mãos dos outros e, de quebra, neutralizar a ansiedade e questões de pressão arterial? Esses problemas de ansiedade e pressão estão associados à auto-cobrança, consciente ou inconsciente. Experimente dar a si mesmo um espaço para respirar e honrar os seus momentos e capacidade de expressão.

Se você não está disposto a fazer algo, simplesmente honre o seu estado de espírito, dando a si mesmo a oportunidade de um “não”.

Sempre que você diz “sim” quando quer dizer “não”, você entra num estado de ansiedade e aumenta a sua pressão arterial, podendo levá-lo a uma hipertensão grave. Quando você diz “não”, mas querendo dizer “sim”, você diminui sua pressão arterial, drasticamente, causando também um desequilíbrio. Você entende?

A sua hipertensão também está associada a colocar sobre os ombros, mais do que pode carregar, assumindo, muitas vezes, as questões de outros e, incorporando um papel de salvador, arrasta sobre si a responsabilidade que não lhe cabe.

Muitas vezes, em seu meio familiar, você é cobrado excessivamente e, por estar numa posição específica, você sente-se obrigado a dizer “sim” quando, na verdade, sua alma quer dizer “não”. Mas não consegue devido à auto-obrigação que arrastou para os seus ombros.

Querido, dê misericórdia a si mesmo.
Você não colocaria em um caminhão de carga, mais peso do que ele pode carregar!

Certamente, você sabe que os pneus irão estourar, ou o motor não vai conseguir puxar devido ao peso. Então, não coloque nos seus ombros mais do que você pode carregar, ainda mais se isso vier de outras pessoas.

Cada um precisa assumir suas responsabilidades e você não tem a obrigação de agradar outras pessoas forçando-se a um “sim padrão”, senão apenas ser a mais bela expressão de Amor na Terra, para os outros o terem como exemplo, começando por ser misericordioso e amoroso consigo mesmo.

Você se ama ao ponto de dizer “não”?

A sua hipotensão (pressão baixa) também está associada às suas negações constantes. Muitas vezes, em certas situações onde você quer dizer “sim” e diz “não”, você o faz para não ter que assumir a responsabilidade diante do “sim”. Dessa forma, está escondendo-se atrás de um “não fugitivo”, consciente ou inconscientemente.

Vêem-se, em muitos casos, pessoas que desmaiam em meio a uma situação tensa, pelo simples fato de não assumirem aquela situação de forma equilibrada, negando-a com um “não fugitivo”, baixando a sua pressão, muitas vezes, caindo em desmaio, quando, no fundo, a sua alma é empoderada e deseja assumir, de frente, aquela situação.

Você, negando esse desejo da alma, se entrega às negações com frases negativadas de “eu não consigo lidar com isso” ou “é demais para mim”, com medo de assumir certas responsabilidades, caindo em baixa pressão, numa tentativa de fugir de algo. É como se entorpecer para aliviar alguma dor.

Querido, sua alma é empoderada! Ela não teme nada. Dê-se a oportunidade de assumir a sua vida de frente, de cabeça erguida. Sua pressão baixa é o seu corpo dizendo que você precisa assumir sua supremacia, para que possa viver de forma empoderada.

Você não precisa fugir de nenhuma situação tensa ou dor interna. Saiba que você é dotado de um poder sem limites. Nada é impossível para você o resolver e o transmutar. Não acha que já é hora de assumir seu poder? Não acha que é hora de dizer “sim” à vida e às oportunidades de crescimento?

Claro, isso não quer dizer que você tenha que dizer “sim” a tudo! O que queremos é que você seja inteiramente coerente com o que sente. Se for um “sim” verbal, este precisa estar de acordo com a alma. Se for um “não”, da mesma forma.

Você não acha que já está na hora de manter equilíbrio harmônico entre o sim e o não, sendo verdadeiro com você, suficientemente, para que a ansiedade e estados de pressão arterial sejam completamente harmonizados?

A ansiedade é causadora de desequilíbrios psíquicos, aflições, agonias e impaciências extremas e está inteiramente ligada ao desequilíbrio entre o “sim” e o “não”. Quando entra nesse estado de ansiedade, é porque você saiu completamente do equilíbrio entre esses dois pontos, consciente ou inconscientemente.

Querido, você não precisa fazer algo quando você não quer fazer, e você não tem que não fazer algo quando você quer fazer. Simples assim!

Dê um fôlego ao seu ser, honrando todos os pedidos do seu coração e do seu corpo. Eles sabem o que é melhor para a sua melhor expressão e eles estão constantemente a dar sinais disso. Às vezes, um sinal mais abrupto é necessário para que você possa parar e prestar mais atenção em você mesmo e nas suas vontades pessoais!

Você não foi aí para ser oprimido por ideias e padrões ultrapassados. Você foi aí para ser a mais pura e bela expressão de ser, honrando toda essa expressão amorosamente, – isso que chamamos de amor-próprio.

Experimente dar um pouco mais de amor a si mesmo e verá que toda ansiedade e seus associados problemas de pressão irão cessar. Considere seu corpo um oráculo. Ele sempre lhe responderá o que precisa. Há quanto tempo você não o consulta, amorosamente? Sinceramente, ele não deseja tomar medidas drásticas para se fazer ouvir. Não precisa ser assim.

Lembre-se, amor-próprio é por em primeiro lugar os seus sentimentos. 

Honre o que sente e, através disso, você será um antídoto para ansiedade e questões de pressão, não acha? Sim, pois as outras pessoas verão a sua harmonia e a sua capacidade empoderada de dizer “sim” e “não”, em harmonia com a sua vontade interior. Elas seguirão seu exemplo. Acredite!

Você é muito amado!

Até breve,

Gabrielus

Gabriel RL: Grato, meu amado Arcanjo!

*Gabrielus é Gabriel, em latim. (Vide Wikipedia aqui: https://pt.wikipedia.org/wiki/Gabriel_(anjo)). É o nosso já conhecido Arcanjo Gabriel . Ele pediu-me que usasse a assinatura dele dessa forma. Não sei explicar por que razão, mas é um pedido dele. (Gabriel RL).

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
http://www.sementesdasestrelas.com.br/2017/05/arcanjo-gabriel-gabrielus-querido.html
Grata Gabriel!

NOVA QUEDA DAS LINHAS DO TEMPO E ABERTURA DE NOVAS REALIDADES

SANANDA
canalizado por Elsa Farrus

“Preparemo-nos porque vêm mais situações que não podemos controlar, vem mais caos, e personalidades que se acentuarão e serão inevitáveis. E nas quais nenhuma de nossas estratégias funcionará; é aí onde as energias entrantes, com a exaustão aparente, vai nos obrigar a fazer uma pausa forçada, que rompa todos os planos que tínhamos sobre algo ou alguém.”

As Linhas do Tempo estão caindo graças ao trabalho que todos fazem em nível pessoal, emocional e também às exigências energéticas coletivas dos últimos anos, criando novas vibrações de Amor e Paz.

E são tão evidentes que tomamos uma decisão e se abre uma realidade, quase de imediato, seja para uma boa realidade ou mostrar-nos que não há caminho.

Tudo isso amplificado pelas imensas energias adamantinas que chegam desde o princípio do ano, ou desde o eclipse de 2016.

Por isso sentimos que não há descanso, para a integração após integração, transformação depois de transformação, e novamente a mudança da realidade. Em dia após dia, como em uma câmara de aceleração de verdades.

Quando várias pessoas assumem um desafio pessoal, a mesma vibração, como o medo de ser ela mesma/ou ressonância, e um novo cronograma de aceitação pessoal, a linha global sustentando o medo cai, se desintegra, e imediatamente também por ressonância cria-se uma onda, que parece acelerar a todos para resolver o mesmo tema e, assim, estar unidos em unidade.

Por isso os antigos canalizadores disseram, que alguns trabalhadores da vibração sustentavam e iluminavam os outros seres vivos. Na verdade, é um pacto de Luz com Gaia e para com o nosso Grupo de Almas.

Mas o que acontece através das tempestades solares dos últimos dias, tudo parece dobrar o esforço e os desafios se tornam mais intensos, para asseverar se o nosso compromisso de amor com Gaia continua a ser autêntico.

E uma vez que a ira daqueles que não sentem como Fluir é mais visível do que nunca, eles desempenham o seu papel nas cenas de nossas vidas, para que sigamos sustentando esse amor, e esse centro energético que é o nosso prana não polarizado.

Estamos criando uma Rede ou malha de consciência sem precedentes, sem fardo, sem julgamento, e que se move e agita a tudo o que está ao nosso redor, e também a nós, quando nos tornamos esta vibração que já aprendemos a e sentir, já decidimos como viver – por isso parece que estamos mais intolerantes, e estamos.

Todos os seres vivos que escolhem a Paz, ante qualquer desafio físico, tornam-se Guardiões da Vibração e Luz, para consigo mesmos, com o seu clã ou linhagem e com suas almas afins, e com a Consciência da Unidade.

Quanto mais avançamos com o nosso próprio eu, mais profundo é o progresso global, não temos de mudar nada, apenas transformar-nos na aceitação de nós mesmos, e os processos. Nesse encontro com o eu, nasce a nova realidade de todas as coisas que cada um tem desejado mas não sabia encontrar, uma vez que as novas linhas de tempo mostra-nos outra visão global dos fatos.

Preparemo-nos porque vêm mais situações que não podemos controlar, vem mais caos, e personalidades que se acentuarão e serão inevitáveis. E nas quais nenhuma de nossas estratégias funcionará; é aí onde as energias entrantes, com a exaustão aparente, vai nos obrigar a fazer uma pausa forçada, que rompa todos os planos que tínhamos sobre algo ou alguém.

Vamos dar uma pausa para separação temporária, quando já não estamos avançando. A pausa pode ocorrer no meio de praticamente qualquer atividade e pode durar um instante, horas ou temporadas de nossas vidas. Até chegar a aceitação do que é, em si mesmo, para o Bem Maior.

Tudo isso, incluídas as pausas, são uma oportunidade para ver claramente os desejos e medos que estão nos conduzindo em uma situação, e transformá-los, e transformar o nosso ego mais sutil, mesmo que não gostemos.

Ainda que não acreditemos, às vezes, o momento em que mais precisamos fazer uma pausa é exatamente quando se sente mais inaceitável fazê-lo, porque é a mente que decide se é ou não o momento – e a pausa é o Ser De Luz que nos alerta de fazer para trazer ordem e Soltar/liberar.

Começarmos a confiar em nossa inteligência natural, em nosso coração naturalmente sábio, em nossa capacidade de estar abertos para o que emerge.

Neste momento, a nossa vida é um Padrão De Luz, implantação criativa da Luz, de Regeneração.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
http://www.ascensiongaia.es/2017/05/nueva-caida-de-las-lineas-del-tiempo-y.html
Tradução Vilma Capuano – vilmacapuano@yahoo.com.br

DEZESSEIS SINAIS DE QUE VOCÊ É UM CURADOR

Por Melanie Beckler

A primeira vez que alguém me disse que eu era uma curadora… Eu pensei: “O que você quer dizer?”

“Você quer dizer que eu poderia ser uma curadora?”, perguntei.

Ao que ele respondeu: “Não, você já é uma curadora.”

Eu não sabia o que pensar.

Agora, eu compreendi que ser uma curadora é algo que assume muitas formas e cores…

E não há realmente uma compreensão clara do contexto completo do que significa ser uma curadora.

Assim, muitos curadores espirituais não têm idéia de que suas ações, trabalho e propósito, de fato, fazem deles curadores.

Claro, entendemos que os médicos, enfermeiros e curadores de energia são “curadores”.

Mas, como você aprenderá em minha nova mensagem, o que é preciso para qualificar como um curador, é muito mais amplo.

Assim, você é um curador?

Realmente, há curadores ao seu redor.

Defino vagamente aqui um curador como alguém que se ajuda, ajuda o outro, ou até mesmo o planeta a se alinhar mais com a verdade Divina, com a luz autêntica e com mais paz, amor, equilíbrio e harmonia.

A cura não apenas se refere a fazer a jornada da doença para a saúde, ou da enfermidade para o bem-estar… A cura se trata destas coisas, mas é também muito mais. A cura envolve se mover ao longo do caminho, alinhando-se com propósito, liberdade e com o seu potencial mais elevado. Será que você poderia ser um curador?

Quando se trata de curadores, muitos destes estão cientes de seus dons e habilidades de cura. Eles “despertaram” para um sentido de compreender o seu propósito e estão ajudando ativamente outras pessoas e o planeta. Algumas vezes, os curadores trabalham na área da saúde; como ativistas, médiuns, massagistas, curadores de energia, xamãs, conselheiros e mais.

Outras vezes, eles não estão plenamente conscientes de suas habilidades como um curador. Eles podem sentir algo diferente sobre si mesmos, ou que algo está faltando em sua vida, mas não são capazes de reconhecê-lo ou de se abrirem para isto.

Em minha experiência, há muitos sinais que apontam as pessoas para os seus verdadeiros chamados.

E ser um curador é, sem dúvida, um chamado.

Aqueles que são curadores, mas que ainda não sabem, são, muitas vezes, as pessoas que terminam dedicando as suas vidas a uma causa e ajudando a acabar com o sofrimento dos outros.

Nossa sociedade não tem uma tradição de reconhecer e de honrar os curadores, e todos nós sofremos por causa disto. Para aqueles que são curadores, mas não reconheceram o seu chamado, eles podem se sentir como se estivessem no trabalho errado – algumas vezes, até no planeta errado!

Se você é um curador, o reconhecimento de suas habilidades de cura irá aproximá-lo de seu eu superior e verdadeiro. Quando você se mover em direção ao seu eu superior, será capaz de viver em seu pleno potencial, curando os outros.

Mas como você conhece o seu propósito mais elevado?

Como você sabe se é um curador?

Às vezes, os curadores são reconhecidos por outros curadores e eles recebem um empurrão na direção certa.

Na época em que eu estava despertando e realmente entrando na espiritualidade, na metafísica e na meditação, eu continuava atraindo pessoas que me diriam que eu era uma curadora.

Não foi até que eu comecei a canalizar que comecei a reconhecer as minhas próprias habilidades de cura, enquanto uma imensa luz de cura fluía através de mim, ao lado de cada mensagem canalizada.

Ao longo do tempo, quando eu comecei a confiar mais em mim mesma e em meus anjos, a quantidade de luz que eu poderia canalizar aumentou, o poder da energia de cura que fluía, aumentou, e eu me alinhei com um processo de cura, chamado de Energia de Cura dos Anjos, que eu agora compartilho e ensino aos outros.

Realmente, a luz de cura e o amor do Divino e dos reinos angélicos estiveram sempre disponíveis e foram sempre uma parte de mim.

Eu fui sempre uma curadora, mesmo antes que outras pessoas começassem a ver e a perceber isto em mim, mas eu tive que aprender a viver com um coração aberto e estar disposta a receber as bênçãos, mensagens e as energias da luz que estavam vindo para mim.

O despertar para o chamado de um curador é diferente para todos.

Desde que você está lendo este artigo, é bem provável que já tenha tido alguma idéia de que tem habilidades de cura, mas não tem ainda a confiança para reconhecer o que você sabe.

A verdade simples é que você não precisa de ninguém para despertá-lo, ungi-lo ou rotulá-lo como um curador para que seja assim. Você deve simplesmente observar de uma forma honesta a sua vida. As respostas estão bem a sua frente.

Aqui estão 16 sinais de que você é, de fato, um Curador:

Dê uma olhada para ver quantas ressoam com você.

1 – Você trabalha em um campo de cura tradicional ou tem uma história familiar de trabalho de cura em sua família. Isto pode incluir fisioterapeutas, veterinários, massagistas, médicos e enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e conselheiros, ativistas comunitários, ambientalistas, professores, botânicos e horticultores.

2 – Você já passou por uma boa parte de lutas e de desafios em sua vida, o que o preparou para ajudar os outros com problemas semelhantes. Talvez, você já tenha sofrido grande perda, abuso ou trauma que moldou a direção de sua vida.

3 – Sua energia afeta outras pessoas e outras coisas. Sua presença pode acalmar as pessoas e a sua energia é contagiante. Às vezes, a eletrônica tem uma tendência a ficar instável ou parar de funcionar completamente quando você está por perto.

4 – Você é sensível aos estados de espírito de outras pessoas e pode “ler” outros pensamentos. Muitas vezes, você entra em uma sala e pode imediatamente sentir a vibração energética – pessoas que estiveram discutindo, pessoas que estão entusiasmadas, alguém que esteja perturbado ou irritado. Ao conversar com os outros, você pode dizer o que eles estão pensando ou o que eles querem – sem que eles lhe digam.

5 – Você tem sonhos intensos que, ou o conecta com eventos passados ou futuros, ou que parecem entregar uma mensagem para você ou para alguém próximo a você. Talvez, você sonhe com animais de poder, anjos ou espíritos guias que parecem estar tentando se comunicar.

6 – Você sente uma forte atração em direção a uma mudança global na consciência e de ajudar os outros a realizar esta mudança. Você vê que os eventos de sua vida que estiveram se formando, colocam-no em uma posição para ensinar ou guiar as pessoas a aceitar uma nova perspectiva.

7 – Você ama a natureza e se sente mais confortável quando é capaz de estar fora por longos períodos de tempo. Seus níveis de energia se elevam e você sente que a natureza está se comunicando com você e revelando-se para você.

8 – Você prefere estar sozinho e fica introvertido em grandes grupos. Sua energia é, muitas vezes, esgotada após encontros sociais. Há tantos padrões de energia na sala que fica facilmente confuso e opressivo.

9 – Você é um doador natural. Há um forte desejo de colocar os outros à vontade e de eliminar o sofrimento. Muitas vezes, você age de acordo com estes impulsos, até quando isto significa inconveniência ou uma perda de recursos para o seu próprio eu.

10 – Crianças e animais gostam de você. Eles agem de forma diferente ao seu redor, geralmente eles se acalmam se excitados ou agitados, ou eles simplesmente querem estar próximos de você, em todos os momentos.

11 – Todos, especialmente as pessoas que você não conhece, terminam lhe contando sobre as suas perdas e mágoas. Às vezes, elas até lhe dizem: “Eu não sei por que eu lhe estou contando tudo isto.”

12 – Você tem uma grande quantidade de empatia, simpatia e compaixão. Seu coração dói quando você vê alguém com dor mental ou física; desastres naturais e poluição ambiental lhe trazem angústia e você está profundamente ciente e preocupado com as lutas de outros seres humanos e animais.

13 – Você tem inexplicáveis sensações físicas – dores de cabeça frequentes, formigamentos nas palmas das mãos e pés, indigestão regular, dores nos ombros e no pescoço. Talvez, você também tenha uma história de ansiedade, depressão ou transtorno do pânico.

14 – É fácil para você ver soluções alternativas para os problemas. Você tem um talento especial para tornar a vida mais fácil e raramente vê as coisas em apenas branco ou preto.

15 – Você vê ou sente coisas que outros não conseguem. Às vezes, ou com freqüência, você ouve coisas, vê ou sente coisas que ninguém mais faz. Algumas vezes, esta percepção pode ser clara, como uma voz, a aura de alguém, ou um ser na sala. Em outros momentos, é uma sensação vaga que você não consegue alcançar.

16 – A ideia e o conceito de ser um curador é emocionante para você. Você esteve sempre interessado em conhecer curadores, testar novos modos de cura, ouvir outras histórias de cura e ler livros sobre o tema. Você tem uma sensação de emoção quando se permite pensar que poderia ser um curador.

Se você se vê nesta lista, eu o incentivo a continuar a sua exploração. É muito possível que você tenha habilidades de cura que estão à espera de serem reconhecidas e cultivadas.

O que fazer com os seus dons cabe a você

Nem todos os curadores têm profissões de cura ou da “Nova Era”.

Alguns cultivam os seus dons, usando-os para ajudar quando e como eles podem.

Se estiver curioso sobre onde este caminho poderá levá-lo, siga a sua curiosidade interior para explorar como um curador quer se manifestar através de você. Explore práticas e modalidades espirituais de cura… Talvez algo ressoe mais forte com você e o ajude a determinar uma direção inicial.

Há também ótimos livros lá fora que irão ajudá-lo a expandir o seu conhecimento e entrar em contato com o curador interior.

Novamente, ouça a sua voz interior de orientação, pratique a presença e a percepção e saiba que você é guiado. Quando confiar em si mesmo e continuar a tomar medidas, o seu propósito mais elevado e o seu caminho autêntico não poderão deixar de aparecer.

Com muitas bênçãos de amor e luz,

Melanie Beckler

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
www.Ask-Angels.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

OS MESTRES RESPONDEM

Através de Thiago Strapasson e Michelinha OM
05.03.2017

CORAÇÃO AVATAR E VERDADE TRANSMUTADORA
PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO
PAZ, LUZ E AMOR.

VAMOS ÀS QUESTÕES!

MEU DOM

Meus queridos Mestres. Entreguei-me a espiritualidade há cerca de cinco anos. Uma amiguinha diz-me que eu tenho um dom, e que esse dom nunca foi trabalhado, eu gostaria muito de saber se tudo o que tenho feito a mim na parte espiritual, tem feito bem a esse dom, e se eu estou no caminho certo. Se não, indiquem-me, por favor. Tenho dois netinhos, e desejava saber se eles têm algum dom com eles, às vezes a minha intuição diz-me que ele tem, ela é mais nova e já fala muito bem. Ele tem quase três anos e ainda não fala, pensamos até que pode ter alguma síndrome. Gostaria que os Mestres me informassem. Obrigado Mestres. Namastê!

Resposta: Amada filha. Estás sim no caminho certo. A única coisa que precisa entender querida, é que a única verdade virá sempre de dentro do seu coração. A vida apresenta muitos caminhos e realidades paralelas em diversos momentos, os quais você pode manifestar de forma mais intensa para um lado ou outro, mas apenas você saberá qual caminho seguir. A busca pela resposta externa nunca será a acertada. A única resposta acertada será aquela que se revelará a você através da sua conexão com o seu Eu Superior. Durante a caminhada de vocês, filha, muitos perguntam qual seria o propósito, e qual o caminho a seguir. Mas saiba que a visão que os outros têm de sua vida, sempre serão limitadas, pois a única verdade está registrada em seu Eu Superior, que só pode ser acessado por você. E, portanto, essa resposta virá a você sim, mas de forma que possa ser aplicada em sua vida no momento em que for revelada. Assim são todas as verdades que chegam a todos vocês, sempre são reveladas aos poucos, na medida, que vão se sutilizando e abrindo casa vez mais o canal de comunicação com o seu Eu Superior. A mesma situação ocorrerá com as crianças. Elas terão a própria caminhada delas. Apenas permita que sejam livres para manifestarem todos os dons e intuições que forem surgindo, cada uma no seu tempo, para que tudo ocorra sempre de forma natural. Estimule-as a descobrirem quem elas são. A descobrirem a própria verdade, e assim terão a confiança e equilíbrio para realizar o verdadeiro propósito. Fique em paz minha irmã.

Rowena

DESEJANDO UM RELACIONAMENTO

Bom Dia Mestres! Gratidão imensa por mais essa oportunidade. Gostaria de saber por que não tenho um amor, um companheiro, sempre sonhei com isso, tentei, mas acho que fiz tudo errado, será que ainda tem alguém para mim? Gratidão. Sinto-me muito próxima de vocês.

Resposta: Minha amada filha. Nós já dissemos, busca por algo que te completaria. E isso traz grande anseio a ti. Mas a verdadeira busca é por você, é por si mesma. Pois sempre que entrar em um relacionamento com expectativas sobre o que será, e sobre o que planejou isso criará em ti decepções, cobranças, pois ainda não descobriste como é bom estar com você mesma. Mas quando sentir-se completa em si, você conhecerá pessoas, mas não cobrará, não esperará nada, pois saberá que tudo que precisa está dentro de ti e que a pessoa que divide seus dias é apenas alguém para dividir seus dias. Mas esse jamais será o motivo de sua felicidade. Enquanto procurar por algo externo a te completar, continuará a repetir os mesmos ciclos de sempre, de cobranças e expectativas. Mas esses sentimentos vêm de algo que tenta te mostrar que jamais será feliz a partir do outro. A felicidade sempre partirá de dentro, e então encontrará a ressonância exterior. E assim é.

Mestra Rowena

PROBLEMA NO TRABALHO

Bom dia amados Mestres! Gratidão pela oportunidade de comunicar-me com vocês através destes irmãos. Trabalho já há muito tempo numa empresa muito grande, e já estou quase me aposentando, mas infelizmente, por um descuido meu, acabei por me distrair e não prestar atenção em meu serviço o que pode acarretar prejuízo para a empresa. Fiquei desesperada, porque depois de tantos anos, nunca havia me deparado com uma situação dessas. Sempre fui boa no que faço. Tal acontecimento me levou a pensar que talvez, por soberba ou acomodação, não tenho dado valor suficiente ao meu trabalho, que é uma benção em minha vida Mestres. Fico receosa de uma punição da minha chefa, que é muito mais nova do que eu e visivelmente não gosta de mim. Como poderei superar esta situação? Gratidão pela resposta.

Resposta: Amada filha. Simplesmente confie que, seja o que acontecer em sua vida, sempre é para guiá-la ao caminho certo. Estarás sempre envolvida de amor e de proteção, se mantiver em equilíbrio. Poderá encontrar essa verdade dentro de ti, se silenciar a mente por um instante e desconectar-se do sentimento de medo o qual estás envolvida. Perceba querida, ao meditar, que não há com o que preocupar-se, e que estás sempre a ser guiada ao seu propósito durante encarnação. O desequilíbrio é somente a válvula que aciona problemas mais graves que podem surgir em sua vida. O medo que é alimentado por essas situações, que aparecem em sua vida para que aprenda a enfrentá-lo, é o que deve ser superado e deixado de lado. Aprenda a viver na confiança dos Mestres, na confiança da bondade, da sinceridade e da justiça da vida. Perceba que esse é somente um exercício para que aprendas uma lição nessa escola. E a lição nesse caso filha, é apenas a superação do medo, o deixar de alimentá-lo. Por isso, querida. Fique em paz, na confiança de que as experiências surgem apenas para nos ensinar algo. Atente-se ao ensinamento e exercite dentro de ti esse aprendizado. E então perceberá como tudo faz parte de algo que foi planejado para ti, para que aprendas a superar o viver na ilusão do medo. Transmute o medo e encontre a verdade além do véu da ilusão dessa experiência. Fique em paz querida e na confiança de que está tudo bem.

Sou Mestra Pórtia

SEM RUMO NA VIDA

Amados Mestres. Sou um servidor da Luz, e tenho consciência da importância do ancoramento desta Luz, no momento cósmico que vive o planeta Terra, e consequentemente nós, humanidade. Entretanto, vivo algumas situações de ordem pessoal nos últimos tempos, que me traz muitas preocupações e desconforto. Dificultam e restringem muito minha vida e impede uma dedicação maior a causa Divina. Tenho e amo dois filhos maiores do primeiro casamento (um com 39 anos, com problemas psicológicos e outra com 33 anos, desempregada), ambos sob minha responsabilidade, que se comportam como duas crianças crescidas. Moro em uma cidade e eles em outra e tenho que me deslocar semanalmente para assisti-los em tudo, tudo mesmo. Vou fazer 63 anos de idade, e além da grande despesa que tudo isto gera, o desconforto, desgaste emocional e cansaço, são grandes. Soma-se a isto, uma crise financeira sem precedentes que ora vivo. De uma hora para outra como num pesadelo me vi envolvido com muitas dívidas acumuladas, pagamentos atrasados e toda sorte de transtornos e infortúnios que uma situação desta natureza causa. Então pergunto aos queridos Irmãos Maiores, como faço para me libertar desta situação de muito desconforto e sofrimento? Apesar da minha idade, sou um homem ainda com disposição ao trabalho e estou aberto e preparado para enfrentar sacrifícios, se necessário, para sair desta situação de muito desconforto emocional e suas consequências. Sei que o Criador nunca nos desampara e soluções existem muitas, porém não estou conseguindo enxergá-las, e por isto peço Vossa inestimável ajuda.

Resposta: Meu filho amado. Saudações! Gostaria de lhe dizer que o momento que vivencia é de grande dificuldade, pois está envolvido emocionalmente, com todos os obstáculos que a vida lhe impôs. Envolveu-se emocionalmente com as escolhas de seus filhos, bem como com sua vida profissional. Mas esses enfrentamentos que passas, duros sim, possuem uma raiz emocional comum, que necessita transcender, que é o medo que possui que as coisas não funcionem como planejou. Por tantos anos, meu irmão, você se viu como aquele que estaria obrigado a resolver e carregar os pesos da vida em seus ombros, mas já não suporta a carga que trouxeste para ti. A carga está pesada, meu irmão, porque ela jamais foi sua. Você a trouxe a sua vida, por temer que tudo saísse do controle. E foi justamente o que ocorreram, elas fugiram do que previa de seus planejamentos. Não digo que deve sentir culpa por isso, pois essa experiência será extremamente enriquecedora a sua alma, que compreenderá que na vida devemos trazer aos nossos ombros apenas nossa própria carga, jamais daqueles que decidiram por seu próprio caminho. As dificuldades financeiras foram frutos desse comportamento, assim como se sente responsável pelo bem-estar de seus filhos, quando já cumpriu seu pacto com eles, e agora eles necessitam caminhar com seus próprios meios, com suas dificuldades. Chegará um ponto que o trajeto se tornará insuportável, meu irmão, e nesse ponto você simplesmente compreenderá essa mensagem. Que pede para que libere e que solte as rédeas do controle da situação e aceite como ela é. Nesse dia você sentirá liberdade, pois não estará mais preso às crenças nem se sentirá responsável por tudo e todos. Fique em paz meu irmão.

Sou Sananda

COMO USAR A CHAMA VIOLETA

Bom dia, obrigada. Sabemos que todos escolheu vir a este plano, inclusive condições, família etc. Há alguns anos, a Chama Violeta nos foi liberada. Minha pergunta é: Utilizando a Chama Violeta posso mudar o meu destino? Posso conseguir transmutar a condição em que vivo para melhor, ou se está no meu plano, se foi designado que assim viveria, mesmo que use a Chama Violeta, meu destino não mudaria, porque assim foi determinado por mim antes da minha reencarnação?

Resposta: Filha. A Chama Violeta sempre esteve presente e disponível para todos, o que ocorre é que vocês ainda não estavam sutilizados o suficiente para que conseguissem acessá-la. Já estão em ciclos de repetição de encarnações há muito tempo, sempre trabalhando para as suas próprias evoluções, para que então estivessem nesse momento do agora, aptos a acessar tal energia. A resposta é sim, filho. O trabalho com a Chama Violeta transmuta toda a densidade presente em sua vida material, aquelas observadas como aspectos materializados à sua volta, e também aqueles internos que são os que criam a visão externa em sua vida. Ao trabalhar a limpeza com a Chama da transmutação, ancora a verdade em ti mesmo, e com o trabalho incessante de melhoria interna e encontro com a sua verdade, perceberá que aquilo que vê hoje como sofrimento, não terá mais o mesmo significado para ti. Aos olhos dos demais, filho, tudo permanecerá como antes, mas para você já não verá mais o sofrimento em tua volta ou dentro de ti, pois transmutou todos os aspectos que o impediam de ver a verdade. A verdade é sempre harmonia, paz e luz. E essa verdade somente é mostrada para aqueles que decidiram trabalhar seus aspectos inferiores, a transmutá-los em luz e amor. O trabalho de limpeza e transmutação é intenso, filho, e deve ser algo incessante em tua vida. Pode colocar para fora algumas dores que acreditavas já ter superado, mas que são somente para que sejam transmutadas. É um trabalho de coragem e força, para aqueles que decidiram enfrentar a si mesmos e não aceitam mais viver nas sombras da ilusão da matéria. É doloroso, mas é recompensador, pois após atravessar o vale de ilusões criado pela mente de cada um de vocês, poderão encontrar o paraíso, o reino de Deus tanto falado por Jesus, a se manifestar aí mesmo, onde você vive, e que somente está escondido pela sombra dos aspectos inferiores que serão transmutados. Siga com força e fé, sem medo de olhar para dentro de você mesmo, e conseguirá enfim trabalhar com a Chama Violeta.

Sou Mestre Saint Germain

MORAR EM PAÍS DISTANTE

Queridos e amados Mestres Ascensos. Muita gratidão pela oportunidade de ajuda e amparo que é oferecida por vós. Vivo há muitos anos em outro país, e muitas vezes não me sinto em casa. Sou muito grata por tudo, mas sinto falta de uma realização pessoal e profissional, sem ter que tomar o tempo que dedico à criação dos meus filhos. Peço uma humilde orientação da vossa Luz. Muita gratidão e amor.

Resposta: Filha querida. Tens o dom de trabalhar com a música, em forma de arte. É algo que poderá compartilhar com os seus filhos, que a acompanharão nessa jornada. Eles estarão a aprender algumas lições, e absorverão muitos ensinamentos, que eles necessitam para as suas próprias caminhadas, e que vieram buscar nessa encarnação. Na música você encontrará a ocupação que desejas, e também poderá estar próxima dos seus filhos, com o coração de mãe preenchido de amor. Essa satisfação trará alento ao teu coração que sente falta do lar em outro país, pois a falta real se dá devido ao que ainda não buscaste dentro de ti. Tudo isso será trazido através do dom que veio a desempenhar nessa vida, minha amada. Os caminhos serão mostrados a ti e as oportunidades surgirão, apenas permaneça atenta e centrada em seu equilíbrio para perceber e trazer essas oportunidades para serem aplicadas em sua vida. Fique em paz minha irmã.

Lakshmi

NOTA STELA – Aqueles que quiserem questionar os Mestres, enviem suas perguntas no campo PERGUNTEM AOS MESTRES, que fica na aba direita do blog CORAÇÃO AVATAR clicando aqui: http://coracaoavatar.blog.br – ATENÇÃO – O Formulário para se fazer as perguntas é habilitado somente às segundas feiras pela manhã.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/) 
Michelinha OM (http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/) 
Colaboração: Ilza Barreto.
Grata Thiago!

TRANSCENDENDO O NEGATIVO DENTRO DE NÓS

Lord Melquisedeque
Através de Thiago Strapasson e Michelinha OM
05 de março de 2017

Meus amados irmãos, Sou Lord Melquisedeque e os recebo nos braços do amor.

Eu os irradio nesse momento com a chama do perdão, do ancoramento no amor crístico, que ama incondicionalmente não somente a todos, mas ao planeta, ao cosmo, a todas as dimensões. Pois esse é um amor que os coloca em unidade, em integração com tudo o que é e que, portanto, aceita e flui nas asas da confiança.

Mas quero lhes falar sobre os sentimentos inferiores ancorados na malha planetária, os sentimentos de menosprezo, de inveja, de soberba, da vaidade, da avareza e tudo aquilo que os prende à vida material, que os coloca a lutar pela sobrevivência quando bastaria tão pouco para que pudessem ser realmente felizes.

Por isso, meus amados, venho lhes falar justamente sobre o fato de entenderem que tais sentimentos são inferiores, ruins, não corretos e que, portanto, devem ser negados.

Mas, filhos, eles estão ancorados em sua consciência para que o recebam e compreendam porque ainda os carregam com vocês, porque os levam em seus dias. São sentimentos humanos que demonstram justamente a necessidade de desconectar de malha que os arrasta à falta, à dificuldade, à dúvida, ao sofrimento.

Mas quando compreendem o motivo porque ainda carregam tais sentimentos inferiores são capazes de transcende-los, transformando-os em algo mais elevado.

Mas vejam, não que haja qualquer problema, inferioridade moral, em carregar essas restrições em seus corações, mas são justamente elas que podem os conduzir a algo mais elevado, a uma outra visão, a um sentimento de amor com tudo e todos, à transcendência da matéria.

A maior dificuldade que possuem é justamente compreenderem que há um núcleo comum em cada um desses sentimentos, há uma esfera de igualdade, que pode os conduzir para dentro de vocês mesmos, para que possam se olhar, ver aquilo que ainda gera tais sentimentos em vocês.

Se sentem inveja, busquem a origem dessa competição que carregam dentro de vocês, se a preguiça os toma percebam porque não sentem a vontade de ancorar esse propósito.

Tudo isso, meus filhos, são benção que os mostra aquilo que guardam em seus registros que necessita ser transcendido e jamais negado, bloqueado. A cada gota de sofrimento ganham um riacho de luz. Não que o sofrimento seja necessário ao crescimento, mas ele é uma benção na vida a iluminar suas restrições e assim precisa ser vivido.

Vocês sofrem porque se vinculam a esses aspectos inferiores, negando-os dentro de vocês mesmo como se fossem impurezas que carregam. E é isso que lhes causa dor.

Mas quando liberam esses sentimentos confiando que vivem uma experiência material e que tudo é transitório e que nada será capaz de lhes tirar o sustento, aquilo que Deus reserva ao seu crescimento, vocês começam a compreender do que o mundo material é feito, de desafios, de provas, que acarretam esses sentimentos inferiores justamente para que possam demonstrar a capacidade de transcender esse algo, mas não externamente, e, sim, em seu interior. Isso deve ser feito com amor, com aceitação, sem culpa, apenas com recebimento.

Portanto, filhos, a sabedoria divina vem nascida a partir das suas próprias experiências em situações às quais hoje podem observar como sofrimento, como tristeza, ou manifestações de ódio, rancor, inveja, e todas as características que estão ligadas à malha planetária, mas que que podem ser vistos como balsámos a os mostrar algo a mais.

A partir do instante em que vocês direcionam o pensamento de gratidão em direção a essas sensações, que hoje vocês tratam com repulsa e negação, vocês iniciarão o processo de transformação disso em sabedoria.

O berço da sabedoria na experiência como encarnados na Terra está nesses aspectos negados e tratados com repulsa. Vocês não aceitam que esses aspectos existem, pois sabem que eles geram sofrimento, e então, manifestam o medo ao tratar desses assuntos. O medo nasce como um escudo de defesa que supostamente os protegeria da manifestação desses aspectos nas suas próprias vidas e personalidades.

Mas vocês precisam retirar o véu da ilusão e perceber que todos vocês, filhos, enquanto encarnados no planeta, manifestam todos os sete aspectos que conhecem como sete pecados capitais. Vocês estão aqui inseridos nessa experiência justamente para que absorvam esse aprendizado e transformem em sabedoria.

E somente poderão aprender, vivendo esse aspecto, aceitando que ele existe dentro de vocês e permitindo que se manifeste em suas consciências. Ao permitir que se manifestem para si mesmos, deixando de lado o medo e o julgamento por vocês mesmos, que chamamos de culpa, vocês passam a incorporar a sabedoria. Pois a vivencia de transcender os aspectos quando eles se apresentam, é o que trará a sabedoria, e não na negação desses sentimentos.

Todas as experiências que vivem enquanto encarnados, vão apresentar a vocês a manifestação de algum desses aspectos, para que vocês possam vivê-lo e transcendê-lo.

Assim vão se desconectando do ciclo de encarnações, justamente porque o objetivo das encarnações na Terra é o transcender desses aspectos, para adquirir a sabedoria a qual vieram aqui buscar. Não seria possível desconectarem-se da malha energética e da necessidade de reencarnações se negarem esses sentimentos dentro de vocês mesmos.

Vocês, filhos, podem, a partir de agora, observarem a si mesmos nessa ótica, que é a de um Ser de Luz, que é nascido da Fonte de Tudo o Que É, que manifesta aqui nesse planeta um fractal que representará para o seu Eu Sou a experiência de vida terrena.

Por isso, filhos, vocês são desdobrados em muitos fractais, pois sabem que, para transcender os aspectos da malha energética, são necessárias várias encarnações e, muitas vezes, essa sabedoria pode ser elevada ao Eu Sou através de várias de suas ramificações que são os fractais.

Cada um de vocês, filhos, a partir do momento em que passam a perceber o que são verdadeiramente, começam a observar a tratar todos os assuntos durante as experiências de encarnação, da forma que devem ser tratados, de forma leve e com atenção aos aspectos que se manifestam em suas personalidades, para que possam atuar e transcendê-los, e não mais negá-los.

A negação, somente fará com que vocês passem inúmeras encarnações negando as suas próprias verdades e repetindo experiências incessantemente até que aceitem quem são vocês e aceitem os seus aspectos negativos relacionados à malha energética.

Vocês estão em processo de transmutação desses aspectos em luz, pois assim vocês são. Vocês são luz e precisam perceber que estão aqui simplesmente para viver essas experiências que somente poderão ser vividas aqui na Terra e, então, retornarem para os seus verdadeiros lares.

Tanto os que estão em missão, quanto os que permanecerão na Terra para viver a manifestação da Nova Era, estão trabalhando os aspectos ligados a malha energética.

Aqueles que estão inseridos aqui para trazer a transformação à humanidade, mas que vivem também o sofrimento gerado pela manifestação dos sete aspectos, precisam perceber que também vieram para aprendizado, que é o seu primeiro propósito antes mesmo da missão. Afinal, sem a transmutação dos sete aspectos, não se concretizarão as missões que vieram desempenhar.

E àqueles que permanecerão no planeta, que transcendem os seus próprios aspectos inferiores ligados à malha para que possam viver em paz e livres nesse planeta, conseguirão manifestar a Nova Era somente quando se libertarem desses aspectos, que hoje tentam negar, mas que precisam ser aceitos e acolhidos para que sejam tratados.

Ao perceberem a manifestação de um dos aspectos, relacionados aos sete pecados capitais (*), nas suas personalidades, silenciem, escutem o seu EU Sou, que os orientarão do que deve ser feito. Procurem desconectar-se do impulso inferior gerado pelo pecado capital, e permitam que o seu Eu Sou direcione as suas ações.

(*)  Nota Stela – os sete pecados capitais são: luxúria, gula, avareza, ira, soberba, vaidade, preguiça – mas há tambem as variantes como: inveja, julgamento, controle, ciúmes, medo, etc..

Isso somente poderá ser obtido através da meditação, da concentração e do encontro consigo mesmos. Pois vocês somente poderão encontrar as respostas para as suas dores e os seus problemas, dentro de si mesmos.

Cada um de vocês, filhos, percebe os aspectos inferiores de forma diferente, e cada um de vocês tem uma história de alma, das vivências em encarnações anteriores.

Portanto, filhos, liberem-se do julgamento, tanto do julgamento a outros que vocês observam passar pelas vivências dos aspectos inferiores, quanto do julgamento a vocês mesmos, que é a culpa, e que bloqueia vocês através da negação da manifestação do aspecto do pecado capital em vocês.

Percebam o quanto estão agindo de forma a julgar os outros e a vocês mesmos, e permitam que a limpeza ocorra a partir do momento em que aceitam que têm algo a transcender, buscando a resposta para como agir, com o seu Eu Sou. E também passem a respeitar os processos que os demais estão passando, a trilhar as suas próprias estradas em busca das suas próprias liberações.

Percebam que vocês não são diferentes daqueles que vocês consideram que agem errado, pois vocês também agem errado. Todos vocês estão em busca do mesmo objetivo, mas trilham estradas diferentes para atingir o mesmo fim.

Portanto, filhos, aceitem os seus aspectos inferiores, trabalhem eles através das respostas recebidas do seu Eu Sou, e percebam que só há uma verdade para você, que é a recebida do seu Eu Sou. A sua verdade não é a verdade do outro, pois cada um deve buscar por si mesmo.

Sou Lord Melquisedeque

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
Origem: http://coracaoavatar.blog.br/ e https://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/
Grata Thiago!

A LUZ ETERNA DO UNIVERSO – janeiro 2017

(Mensagem de Jeshua, canalizada por Pamela Kribbe)

Fonte: http://www.jeshua.net/home/home3.htm

Querido amigo,

Eu sou Jeshua. Eu o amo intensamente. Por favor, sinta minha energia ao seu redor, enquanto o saúdo. Respeito-o profundamente. Ao abrir seu coração para mim, lembre-se que estou aí dentro dele. Ao me reconhecer no nível mais profundo do seu ser, você reconhece a sua própria essência, que é a mais pura luz. Você é luz eterna e é disto que o universo é feito. Às vezes você vê essa luz irradiando-se dos meus olhos ou dos olhos de outro mestre, mas estou aqui para recordá-lo que esta luz é sua também. Meu desejo mais profundo é que você enxergue e experimente sua própria grandeza e luz interior. É isto que irá mudar o mundo, que está necessitando de mudança. Você está aqui para fazer uma diferença, mas só poderá fazê-la quando confiar verdadeiramente em quem você é. Isto pode ser uma coisa difícil, se você foi criado com ideias que sugerem que você não é bom do jeito que é. Para muitos seres humanos, sua vida natural, seu conhecimento natural, sua intuição, tornam-se velados à medida que passam pela infância.

A maioria das crianças tem uma intuição aguçada; elas sabem espontaneamente quando algo está certo ou errado. Muitas ainda têm uma conexão íntima com sua própria alma e com a fonte de onde elas vieram, e têm o desejo de conectar seus pais com a luz deles mesmos. Estou falando aqui com você que, quando criança, queria curar seus pais. Quando muito jovem, você ainda tinha consciência da alegria e do fluxo natural da vida, e queria espalhar essa vibração pelo ambiente ao seu redor. É isto que é ser um trabalhador da luz; é realmente compartilhar a vibração de alegria e amor que é a essência do universo. Ser um trabalhador da luz não é ensinar princípios ou teorias, mas compartilhar energia e se lembrar de quem você é. 

Quando você cresceu, sua luz e entendimento naturais tornaram-se mais fracos e imprecisos, porque você começou a duvidar de si mesmo. Era quase inevitável que isto acontecesse; e é por isto que o respeito. É preciso muita coragem para entrar neste mundo, nas três dimensões do plano da Terra. Você sabe que perderá temporariamente sua orientação e o conhecimento de quem você é, e isto acontece de um modo mais contundente quando ocorre a “noite escura da alma” em sua vida. Mas, paradoxalmente, é a própria “noite escura da alma” que pode trazê-lo de volta ao seu eu verdadeiro. O motivo disto é que existe uma espécie de poder na escuridão. Você tem a impressão de que emoções sombrias como medo, raiva ou tristeza deveriam ser evitadas, mas, originalmente, estas emoções fazem parte da linguagem da sua alma.

A alma fala com você principalmente através dos seus sentimentos, e é justamente no momento em que você reprime esses sentimentos… o que muitas vezes a sociedade lhe pede que faça… é justamente nesse momento que você perde a conexão com sua alma e com a linguagem da sua alma. Você está tentando obedecer as regras da sociedade, trabalhando duro, sendo uma pessoa “boa”, mas, com isto você perde contato com quem você realmente é e, no fim, se torna solitário e frustrado, e sente que sua vida está carente de alegria e inspiração. Você pensa “Minha alma, por que não consigo ouvir sua linguagem?” e talvez comece a ter emoções cada vez mais sombrias de frustração e depressão. Quando se sente assim, é porque sua alma está batendo à sua porta. Esta escuridão, na verdade, traz poder, porque nela estão escondidas as emoções que uma vez você reprimiu. É por isto que é tão importante enfrentar a escuridão interior, olhar diretamente para as emoções negativas que estão lá.

Quando ocorre uma “noite escura da alma”, você é forçado, de certa forma, a se defrontar com suas emoções; você não consegue mais fugir disso. Este encontro pode também acontecer quando você perde algo que lhe é realmente caro, quando perde um ente querido, ou quando um relacionamento termina. Estas experiências intensas de perda fazem com que você perceba a desolação e o desespero que existem dentro de si. Talvez você pense que o sofrimento pelo qual está passando é absurdo, cruel e sem sentido, e eu entendo isto profundamente. Nunca subestimarei a sua dor, mas o encorajo a, por favor, não enxergar a escuridão e a sua dor como uma coisa meramente negativa.

Gostaria de convidá-lo a explorar um pouco mais profundamente esse processo agora. Olhe para dentro de si mesmo, para uma emoção que muitas vezes o aborrece ou faz com que se sinta deprimido. Talvez perceba que há muita raiva dentro de você ou que tem que lidar com o medo. Peço-lhe agora que deixe a energia dessa emoção aparecer para você; acolha-a e peça-lhe para mostrar sua face, na forma de um animal. Seja qual for sua aparência, não o julgue. Diga “olá” para o animal e fite-o nos olhos. Sinta quanta vitalidade e poder existem nesse animal. Talvez você tenha pensado, durante muito tempo, que é ruim ter medo, que é ruim ficar com raiva, mas é importante ouvir a mensagem que vem da raiva, do medo, ou de qualquer emoção, porque você pode começar a cooperar com sua própria energia natural, com sua alma.

Então, pergunte a esse animal o que ele quer dizer-lhe, o que ele quer expressar para você e como ele pode ajudá-lo a conseguir o que você realmente quer. Os animais são, por natureza, criaturas muito espontâneas; eles não possuem uma mente que analisa tudo, então podem lhe mostrar, de um modo muito direto, o que seus sentimentos verdadeiros são. Eles também lhe mostram a sua inocência, porque os animais são inocentes, assim como o são as emoções.

As emoções tornam-se sombrias e incontroláveis quando você as reprime e não as aceita. A espiritualidade tem a ver com aceitar verdadeiramente quem você é, neste momento, com todas as emoções que você tem. À medida que desenvolve a compaixão por si mesmo, e suas emoções mais difíceis tornam-se seus melhores amigos, você se torna inteiro. Nada precisa ser escondido atrás de portas trancadas; você pode ser totalmente humano. E ao se permitir ser humano e imperfeito, você começa a se aproximar mais de outros seres humanos; você enxerga a luta e a dor deles. Quando para de julgar a si mesmo, você aceita melhor os outros. É isto que significa compartilhar sua luz.

Sinta a delicadeza desta energia. Ela não lhe diz para mudar, nem para ser uma pessoa “boa”; ela lhe diz que você é um milagre, aqui mesmo, do jeito que você é. Enxergue toda esta cena e dance entre a luz e a escuridão em seu interior, como um milagre. Não julgue a escuridão. Por favor, permita que a energia da luz aqui presente banhe você e o eleve. Permita-se relaxar, não só fisicamente, mas relaxar profundamente e sentir-se bem consigo mesmo. O que você tem para oferecer a este mundo surge espontaneamente do seu coração como sua luz natural e resplandecente. Fazer amizade com a escuridão faz parte da sua missão.

 A escuridão vem sendo deturpada através de suas tradições, especialmente as tradições religiosas. Na verdade, a escuridão não era considerada humana, por isto foi condenada, e você teve que viver de acordo com um ideal que não é humano. Mas estou aqui para encorajá-lo a abrir-se para a sua humanidade, para a sua verdadeira magnificência, e para apreciar sua beleza e regozijar-se nela… e ter alegria em sua vida.

Obrigado por compartilhar este momento comigo.

 © Pamela Kribbe www.jeshua.net

Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@gmail.com

DOIS MEDOS PROFUNDOS

(Mensagem de Maria Madalena, através de Pamela Kribbe)

Fonte: http://www.jeshua.net/gate/gate24.htm

Eu sou Maria Madalena e ajoelho-me diante de vocês, com admiração e respeito pelo que estão fazendo na Terra. Vocês estão abrindo novos caminhos de consciência e estão fazendo isto enquanto ainda carregam os pesos do passado dentro de si. Antigos sofrimentos e ansiedades vêm à tona exatamente porque novos modos de consciência estão se infiltrando em sua percepção, seu corpo e suas emoções. Na criação real de novos caminhos de consciência, vocês curam a antiga dor.

Parece que isto deveria ter acontecido no passado… vocês estiveram na Terra tantas vezes antes… mas até agora não era possível criar novos caminhos. Ainda havia muita consciência presa às velhas instituições de poder e autoridade, e as pessoas estavam aprisionadas pelo medo de não conseguir sobreviver, pela ansiedade no plano físico, ou pelo medo de ser socialmente condenadas ao ostracismo.

 Estes medos são muito profundos nas pessoas. Se você não sabe quem você é, se está imerso nas estruturas de inconsciência que é mantida pela sociedade, então você acredita que é seu corpo, e o medo pela sobrevivência atinge-o no mais profundo do seu ser, pois, neste caso, morrer significa ser destruído. Surgem, então, impulsos intensos para resistir e estes podem levá-lo a destruir outra pessoa, se for necessário, para assegurar sua própria sobrevivência. Este é um medo básico primitivo.

E há também o medo de ser banido da sociedade, de não poder mais pertencer ao grupo, que também é um medo muito profundo nas pessoas.

Se você não está consciente do seu eu-alma, da sua essência divina, você pensa que é um corpo, e que é uma personalidade socialmente moldada nesse corpo. A personalidade, que é formada pelas influências sociais do passado, foi e ainda está sendo moldada pelo medo. Você quer pertencer ao grupo; quer ser aceito por outras pessoas. Existe uma parte indefesa em você que deseja ser sustentada, aprovada e acolhida. Esta é a parte sua que deseja pertencer, e ela ainda é muito forte em todas as pessoas.

Você acaba de emergir de um modo de pensar e viver que era dominado pelo poder e a impotência, que estava sob o domínio do medo. Sinta em si mesmo, no seu próprio campo energético, onde essas antigas energias ainda estão agindo. Sinta isto intuitivamente. Observe se existem áreas cinzentas, ou até mais escuras, agindo visivelmente na sua aura ou no seu corpo. Perceba a ação dessas velhas energias, como ansiedade, obediência exagerada, medo pela sobrevivência e medo de ser rejeitado e ficar só. Estes são os dois maiores medos que limitavam as pessoas no passado.

A transição para o novo leva tempo. Você pode muito bem imaginar que há muito trabalho a ser feito para abandonar antigos medos, para chegar a confiar realmente na consciência do coração, numa nova consciência que afirma que você não é apenas seu corpo. Seu corpo faz parte de você, é uma parte preciosa na qual você vive temporariamente e através da qual você se expressa. Mas você é muito mais do que isso. Você é uma consciência de alma, uma luz viva, que é independente de formas físicas e materiais. Isto é um grande salto de consciência! E talvez um salto maior ainda seja o fato de você estar livre da pressão social. Porque a pressão social – ter que pertencer ao grupo – muitas vezes leva as pessoas ao nível vibratório mais baixo: a consciência de multidão. Geralmente aquilo que domina um grupo ou uma multidão, uma estrutura de poder ou um indivíduo, evoca os maiores medos nas pessoas e as manipula.

 Estes medos são os dois maiores obstáculos que as pessoas experimentaram no passado. E graças a esses medos, elas descem ao espaço do “nós”, do pertencimento, opondo-se a outras pessoas ou coisas que estejam fora do seu grupo. E assim começam a pensar em termos de “nós contra eles”, de forma que pertencer ao grupo se torna algo vital. O medo, então, precisa ser sempre confirmado, junto com as justificadas soluções para ele. O modo de lidar com esses medos inclui violência e domínio daqueles que estão fora do grupo. Estes temas estão vindo à superfície com muita força neste momento, como se pode ver no mundo à sua volta.

 Uma consciência maior é necessária agora, uma consciência que conecte e enxergue a igualdade entre todas as pessoas, mesmo que venham de ambientes totalmente diferentes, com histórias e culturas diferentes; uma consciência que enxergue no outro o que vocês têm em comum, mesmo que ele seja muito diferente de você. Esta é a tarefa deste momento, tanto no nível individual, interior, quanto entre países e culturas. Esta é a grande quebra de barreiras que vai curar o mundo. E o maior passo para essa cura é abandonar a identificação com seu corpo e com sua personalidade socialmente formada; é elevar-se acima dessas identificações e novamente reconhecer o chamado da sua alma. Sua alma lhe diz que tudo é possível, enquanto o medo em você insinua que muito pouco é possível, que você precisa se proteger, por exemplo, dos outros, ou de doenças… Mas a alma que vive em você é corajosa e forte, ela transcende as limitações.

 Gostaria de lhe dizer que você – a pessoa com quem estou falando agora – já vem ajudando a aumentar a consciência na Terra há muitas vidas e há bastante tempo. Antes desta vida, você já experimentou a sensação de unidade da qual eu falo, o fato de ser mais do que um corpo, a sensação de ser uno com outro, mesmo que o outro venha de uma experiência muito diferente da sua. Você já conhece o sentimento de querer se elevar acima de classe e posição social, embora esta energia nem sempre tenha sido bem-vinda na Terra. Foi um processo de aprendizagem ter que lidar com a diferença entre sua forma de sentir e pensar e a forma de sentir e pensar do mundo ao seu redor, ou com o modo que a maioria das pessoas percebe as coisas. E não se esqueça que muitas pessoas gostariam de pensar de outra forma, gostariam de sentir de forma diferente, porque ninguém é feliz nas garras do medo, ninguém deseja isso.

O que está acontecendo nesta época, é que as pessoas estão ficando cada vez mais fartas da vida baseada no medo. Existe agora tanta energia nova na atmosfera da Terra – uma sensação tão intensa da possibilidade das coisas serem diferentes – que as pessoas estão despertando. E certamente os jovens, as novas gerações que estão nascendo na Terra, estão sentindo mais e mais o gosto desta nova energia que você vem carregando consigo há séculos, e sentem cada vez menos prazer nas velhas formas de ser e viver. Mas, do ponto de vista dos padrões de pensamento existentes, esta energia da nova geração é algo selvagem, caótico, que não se adapta às normas estabelecidas e leva a problemas de comportamento. Entretanto, esta energia contém as “dores do parto”; algo novo está querendo nascer.

 Chego agora ao ponto principal desta conversa. Você está aqui como um mentor, para servir de parteira no nascimento desta nova energia, neste momento. Entretanto, isto exige muito de você, porque você ainda traz dentro de si os traumas de maus julgamentos e rejeição; você sabe o que é ser julgado por suas ideias inovadoras. Parte do seu legado é ser socialmente isolado, ser diferente, e isto vem deixando ferimentos emocionais em você, desde o dia em que você nasceu… na verdade, antes mesmo desta sua vida ter começado. 

 Este é o momento em que lhe será pedido para sair da sua concha, para se mostrar, se apresentar, a fim de ajudar a nova energia que se manifesta agora especialmente através dos jovens, e orientá-los, por assim dizer. Você pode ser um canal, porque tem um entendimento profundo tanto do antigo quanto do novo. Você conserva uma perna na velha energia, pela qual foi ferido, portanto é capaz de ter compaixão pelas pessoas que estão com medo de serem rejeitadas e ficarem sós. Você também tem compaixão pelas pessoas que estão aterrorizadas de morrer, por acreditarem que não existe nada além do corpo físico. Sua consciência expandiu-se justamente porque você teve que viver e trabalhar no escuro, portanto você é um dos que podem ser uma ponte entre o velho e o novo.

 Assim, apelo a você. Peço-lhe que assuma seu lugar natural, embora eu saiba o quanto este esforço pode lhe custar. Você ficou tão acostumado a pensar que não existe nenhum lugar para você, que se sente totalmente desgastado pelo esforço. Mas é justamente neste ponto que você é levado a realizar sua tarefa. No momento em que pensa: “Eu desisto, não há mais nada que eu possa fazer…”, este se torna o ponto de virada, quando você consegue finalmente permitir que qualquer coisa que aconteça possa fluir através de si. Você deixa de lado sua vontade pessoal, suas ideias de como as coisas deveriam ser, e se permite mover com o fluxo da sua alma.

O poder que você desenvolveu, e também a dor que sofreu, de alguma forma quebraram o seu ego. E isto é um processo doloroso, pois todo ego é contrário à dor e a ser despedaçado. Entretanto, este é o único meio, porque, num certo sentido, a dor e o trauma que você carrega consigo fazem parte do caminho. Quando você realmente sente esta dor e a envolve com compaixão, você a deixa ir; você tem vontade de “morrer”, por assim dizer, devido ao conhecimento de que algo maior o está carregando; você se entrega à sua essência mais profunda e verdadeira, e não mais luta contra a realidade terrena.

 Você inclusive desiste de tentar convencer os outros, porque se tornou verdadeiramente você mesmo. Você não está mais aqui para mudar os outros, nem está mais aqui para mudar a si mesmo; está apenas sendo você. E esta é exatamente a sua função de ponte, que é o seu lugar natural. É isto o que quero dizer quando falo em “assumir seu lugar natural.” Tenha compaixão por si mesmo e pela velha dor que permanece em sua vida, e deixe que a cura simplesmente aconteça. Ao enxergar este processo como parte do seu caminho, e deixar a velha dor onde ela está, a cura acontecerá por si mesma. Ajuda chegará para você de todos os lados. Tudo o que aspira à vida, ao crescimento e à alegria, deseja lhe ser útil… os guias, as forças auxiliadoras do universo… Você só precisa estar disposto a assumir seu lugar natural e dizer para si mesmo: “Eu não vou mais viver de acordo com o medo. Os medos ainda podem estar por aí, mas eu sou mais, muito mais do que isso. E me recordo disto todos os dias.”

Então verá que a vida o leva ao lugar ao qual você pertence, onde se sente bem, onde pode vivenciar alegria e felicidade. Ser um trabalhador da Luz, aquele que traz a mudança, não precisa mais ser um dever pesado e cheio de agonia. Isto pertence ao passado e não é mais o seu destino. A estrada para o novo também significa para você um novo nascimento, em paz com a Terra e onde você pode assumir seu lugar de uma forma natural.

E finalmente, observe se as palavras “assumir seu lugar natural” trazem imagens espontaneamente à sua mente. Talvez lhe venham à mente lugares do seu cotidiano, ou situações, ou ocupações… ou surja algo que possa ser uma possibilidade para o futuro. Onde você se sente realmente relaxado e feliz? Esses são os lugares em que você pode deixar sua energia fluir naturalmente. Veja se alguém o chama… talvez você o reconheça como uma pessoa conhecida. Ou talvez surja um ambiente na sua visão mental… Observe se há algum lugar que o convide alegremente a ir para lá. E não tenha medo de experimentar as coisas, porque há bastante espaço para brincar livremente.

 Assumir o seu poder é voltar a sentir-se em casa na Terra sendo quem você realmente é e assumindo seu lugar aqui. Isto parece muito simples, mas é a culminação de uma longa jornada que você criou como alma. Peço-lhe que se entregue a esse lugar; ele não está mais tão distante.

Muito obrigada pela sua atenção.

 Maria Madalena 

© Pamela Kribbe www.jeshua.net

Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@gmail.com